domingo, 29 de junho de 2014

Jogo no time dos isolados
Dos que, talvez, por conta própria escolheram a solidão
Que nascem com uma marca e a chamam de vazio
Andam em direções contrárias
Não crêem em Deus
Choram em dias ensolarados
Desconhecem as danças,
as festas
e os amores...
Jogo no time dos desiludidos
Dos que apanham
Que são cortados
Que gritam por dentro
E que não tem paz
e que não tem par
Jogo no time dos esquecidos
Dos pretos
Pobres e marginalizados
Que vivem na lama como sururu
Que fedem
E não agradam
Jogo no time das minorias
Dos desfavorecidos
Desempregados
Humilhados
e subalternos  
Jogo no time dos descamisados
Subnutridos
Infelizes
Quem caminham sem volta
Que não vivem
Apenas existem


Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com o esteto no pescoço   saindo do plantão Ela lê meus poemas Não estão na televisão     nem no rádio Não sou grande poeta Nem mesmo ...