quinta-feira, 6 de dezembro de 2012


Preciso

Não preciso de amor
Não preciso de dinheiro
Nem quero ter que entregar
 a minha vida a Deus
Eu só preciso de um sentido
Só preciso de um caminho
Que me faça não desistir de viver
Algo maior que um sonho
Independência talvez
Quem sabe eu precise apenar ser que eu sou
Romper as amarras do inconsciente.
Eu não preciso mais de você
Na verdade acho que nunca precisei
Eu não vou mais me esconder em paixões
                                               vazias...
Em mentiras
nem em medos tolos.
Nunca me senti tão só e infeliz
Porém pela primeira vez eu começo a me sentir,
sem sentir você.
Não preciso mais da sua mão segurando a minha
Eu preciso de alguém que eu demorei tanto pra encontrar
Eu preciso de mim.

Cíntia Maria

Nem mesmo os clássicos poetas          poderiam narrar as madrugadas em que feliz       me abraço ao abraço dela   E agradeço a Deus ...