quarta-feira, 1 de março de 2017

Ela é meu Carnaval

É dia de festa 
Vejo na TV dezenas de bandas que não conheço 
Lá fora todos parecem felizes seguindo o trio.
Ela é meu Carnaval  
        que me sorri dançante com uma taça de vinho 
fazendo que eu esqueça a televisão
É dia de festa 
No meu coração há mais alegria do que há no de quem agradece a Dodô e Osmar 
Seus movimentos leves
  e seu corpo delicado
me fazem crer na existência de algum deus
Sobre seu corpo me deito com ternura 
É dia de festa 
Acarinho seus cabelos 
Olho em seus olhos
     e beijo seu sorriso 
Ela é meu Carnaval 
Quero ir ao Bonfim, à Penha ou à Capadócia
Quero agradecer ao amor que ela carrega em seus braços 
   e me devolve forma beijos 
É dia de festa
 ela é minha avenida; 
o bloco que na rua encanta foliões;
A fantasia que quero o ano todo vestir 
Ela é meu Carnaval 
E entre provocações e ciúmes
Ela sabe que a noto quando ri dos meus olhos apertados 
Me sinto afortunado 
É dia de festa
Um sambinha bom toca em meu coração quando escuto sua voz 
    e troco a multidão da ladeira 
Por essa companhia feliz 
Ela é meu Carnaval 
    e nada mais faz sentido sem sua presença 
O tempo passa numa velocidade incontrolável 
Mas hoje não sou um Bloco de um Eu sozinho 
Hoje sou uma Sapucaí em festa.  

Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ela é o amor personificado em gestos          afagos e carícias  e enquanto ela dorme o cd da Mallu toca na tv  Tempero com amor o seu j...