sexta-feira, 18 de março de 2011

E assim você se foi...

Desculpa por ter sido apenas eu
No nosso momento de adeus
Se as lágrimas não segurei
Se a ti supliquei
Quando teu olhar me fatiou
Já sem nenhuma dor
E em vão te pedi amor
Quando já viravas a esquina
Sumindo da minha retina
Queria ter sido forte
Não ter sentido o corte
E caminhar olhando a lua
Sem te seguir pelas ruas.


Cíntia Maria

A mulher que espera

Há impaciência em todos os seus gestos Ela caminha Pede um café Procura meus olhos,        enquanto encaro o teto pensando que nunca ser...