domingo, 29 de setembro de 2013

Foi melhor que ver o mar


E eu, pela rua cantava
a música do Venturini
Que nada tinha a ver com o meu timbre mezzo-contralto.
Que importância isso tinha?
Sapateava sozinha
Coisa de apaixonados
Mas tive medo do que sentia
Meu coração parecia ter tomado uma coca-cola
Remexia-se ácido
Eu estava tão feliz que queria acordar meu melhor amigo
Ou como naquela canção do Baleiro
Bater na porta do delegado
Nem precisaria de um estetoscópio
Pois meu coração fazia-se ouvir de longe
Beijei sua testa
Beijei seus olhos
Beijei o seu sorriso
Enquanto você se encaixava em meu ombro
Cheirei seus cabelos, dezenas de vezes
No fim da noite eu tive medo de dormir
E de descobrir que estive sonhando.



Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com o esteto no pescoço   saindo do plantão Ela lê meus poemas Não estão na televisão     nem no rádio Não sou grande poeta Nem mesmo ...