sábado, 12 de janeiro de 2013


G.

Seus olhos me pedem carinho
Cuidado
e proteção
Ainda uma menina
Com problemas de gente grande.
O que falta a ela?
Creio eu... que é apenas atenção.
Seus cabelos dourados
Seu sorriso tão lindo
Um jeito meigo e cativante
De uma menina-mulher.
Às vezes penso que ela anda em outra frequência
Que eu ainda não consegui sintonizar
Parece que ela vai fugir a qualquer hora
Ou que está se escondendo
Mas quando a procuro
Lá está... no mesmo cantinho
Quieta
A observar
‘deixando em paz os passarinhos’
Sei que ela guarda muitos desejos calientes
Mas escolheu pra vida a calmaria
Sentada em sua porta
Esperando o sol se pôr
Presa em um mundo que eu desconheço
E que já tentei invadir
Mas ela não vai me mostrar
De longe a observo
Porém sem análise fazer
Eu cuidaria dela
Se fosse do seu querer
Mas o que ela quer eu não sei
Nem me foi permitido saber
Doce e triste menina
Que se esconde de si
Por medo?
Não sei.
E quem a tem...
também não vai saber.

Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com o esteto no pescoço   saindo do plantão Ela lê meus poemas Não estão na televisão     nem no rádio Não sou grande poeta Nem mesmo ...