sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Ponteiros

Tenho perdido a noção das horas
Os ponteiros já não andam
Já nem sei quando é dia ou noite
Perdi os estímulos
Corro das paixões
Já não confio mais em ninguém
Esqueci a idade que tenho
As roupas caem do meu corpo
Já não sinto fome
Passo o tempo estudando gramática
E não consigo entender a semântica
Nem a sintaxe
Confundo-me com a morfologia
E acabo rasgando os cadernos
Rasguei também fotos de um passado recente
Larguei a bebida
Nunca fui fã de cigarros
A fé deixei em uma esquina há anos atrás
O que tenha agora são só lembranças
Do que eu podia ter sido
Do que deixei escapar.
Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A mulher que espera

Há impaciência em todos os seus gestos Ela caminha Pede um café Procura meus olhos,        enquanto encaro o teto pensando que nunca ser...