quinta-feira, 9 de agosto de 2012


K.

Quando ela me olhou pensei em coisas tão bonitas
Vi o mar
Sonhei sonhos já adormecidos
Voltei a crer em anjos
O estranho disso tudo não foi o que senti
Mas foi poder sentir que pode ser verdade
Que pode ser correspondido
Imaginei tanta coisa legal
O cheiro dos seus cabelos
Sua mão pegando na minha
Seu sorriso sorrindo pra mim
Mas parece que a garota resolveu complicar
Perdi o trajeto
Não sei mais o passo que darei
Tenho tanta coisa guardada pra ela
Também nem posso culpá-la
Ela nem sabe o que eu sinto
Também que diferença faria
Ainda penso em abraçá-la
Controlar seu abuso diário
Mas se ela não quer
Não vou insistir
Ao fim do dia ainda pode me procurar
Mesmo que brigue e reclame quando eu não tiver culpa
Ainda pode querer me ver
Estarei esperando
Mas não demora não
Que eu não sou um fantasma do seu passado
Não sou um medo antigo
Tira isso de ti
E vem aqui
Vamos ver o sol
Tem tanta coisa bonita lá fora
A vida pode ser uma merda
Mas temos que vivê-la
Se não quiser eu fico aqui então
A gente continua procurando alguém
Que um dia leia nosso sentimento
Que desperte isso que você tem despertado em mim
Mas se você quiser ficar
Garanto que não vai perder
Se resolver de fato me conhecer.
Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com o esteto no pescoço   saindo do plantão Ela lê meus poemas Não estão na televisão     nem no rádio Não sou grande poeta Nem mesmo ...