domingo, 22 de janeiro de 2012

Recalque

Como agir diante daquilo que não se pode dizer?
Se for dito é ficarei sem roupa
Quanto mais se explica mais se perde
E menos se diz.
Então espero a interpretação que não vai sair dela
Enrolo com palavras e no fim me mostro sem coragem
Como sempre sou.
Não sei por que o medo do julgamento sempre me acompanha
E o medo do recuo
E do não.
E quando as palavras são indizíveis
Os sonhos vêm me perturbar na madrugada
Realizando desejos inconscientes e
Recalcados.
Esse campo do saber que não é sabido pelo sujeito
Resolve ficar aqui e lá
Impedindo a gente de dizer.
O espaço eu encontrei pra falar
Mas por hora deixa assim
Um dia quem sabe eu possa revelar
E o que é recalcado
Não mais vai comigo andar
Será que ela não percebe
Ou quer comigo jogar?
Por hora deixa como está
Só eu estou entendo isso
E não vou a interpretação compartilhar.

Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ela é o amor personificado em gestos          afagos e carícias  e enquanto ela dorme o cd da Mallu toca na tv  Tempero com amor o seu j...