quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Um parágrafo de saudade!

O dia amanhece frio numa cidade distante que o tem o nome doce, voltando para casa levo apenas saudades, pensando na hora que meus olhos cruzarão com os seus. Quero te contar as aventuras vividas e a solidão sentida. A dor de estar longe, o medo de não te ter mais por perto. O que era belo sem você escapa, pois, daqui eu só pensava em te amar e reencontrar a minha graça. Meu doce sonho, Desejo antigo, meu amor, meu amigo. Só quero no seu peito recostar e os seus desejos vou realizar. Saudade vou deixando ela pra cá, meu amor eu volto, só pra te amar. Depois de você eu nunca viajei de corpo e alma, pois, sempre levo você em meu coração e no fim eu volto pra sua rota, onde eu não me deparo com a contramão.

Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A mulher que espera

Há impaciência em todos os seus gestos Ela caminha Pede um café Procura meus olhos,        enquanto encaro o teto pensando que nunca ser...