quarta-feira, 14 de setembro de 2011



Puderá eu ir lá no céu
E pegar aquela lua para brilhar junto de ti
Juntas duas grandiosas belezas
Para ornamentar minha noite


Queria eu não ser apenas uma aspirante poeta
Os versos mais belos te entregar
Nessa noite linda te convidar a bailar
Junto da estrela mais bela


Sonhará eu contigo nas nuvens passear
E lá de cima o beijo mais doce te dar
Apagaria eu a linha do horizonte
E assim olharíamos o que estivesse mais longe


Desde criança apreciei a lua
Hoje ela tão cheia estufa o peito
Até agora a lua não sonhou 
Com uma beleza igual a tua.

Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A mulher que espera

Há impaciência em todos os seus gestos Ela caminha Pede um café Procura meus olhos,        enquanto encaro o teto pensando que nunca ser...