quarta-feira, 6 de julho de 2011

Doce ilusão!

Às vezes penso que estou apaixonada
Que o amor não é uma piada
Mas penso em ti e vejo que é tudo uma ilusão
Amar como eu te amei
Sonhar como eu sonhei
Ah isso eu jamais sentirei
Doer como dói agora
Sofrer como na última hora
Duvido alguém conseguir fazer isso de mim
Ah eu com tantas tolices
Pensando que estou me envolvendo
Isso é desejo passageiro
Hoje com você amanha tanto faz
Amor de verdade só se encontra uma vez e a minha já passou
Foi tão eterno enquanto durou
Mas a vida me disse um adeus
E todo mundo percebeu
A lagrima no meu olhar
E você sem pena de me deixar
Os quilos foram sumindo
E eu fui submergindo
E um peito a gritar de dor
Querendo apenas o amor
E depois de tudo hoje pensei estar amando novamente
Não posso me iludir
Algo assim não é fato corriqueiro
Perdi e acabou
Vou vivendo e caminhando com a dor
E os Desejos passam
E o que for de verdade fica.

Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com o esteto no pescoço   saindo do plantão Ela lê meus poemas Não estão na televisão     nem no rádio Não sou grande poeta Nem mesmo ...