domingo, 29 de maio de 2011

Isso lá é hora de fazer poesia?


Ele não tem relógio
Mas sabe à hora certa de cantar
São 6h da manhã
E o galo manda eu me levantar

Tudo vai começar outra vez
Se hoje vou errar não sei
Se vou te amar novamente
Ah! Isso eu nunca duvidei

Entrego-me a um sonho
Diferente daqueles de quando eu durmo
Meu dia não é calmaria
E o galo canta, anunciando a romaria

Em busca de um cais
Jogando pra encontrar um ás
Menina eu vou embora que a vida me chama
Hoje já não é dia de pisar na lama.

Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ela é o amor personificado em gestos          afagos e carícias  e enquanto ela dorme o cd da Mallu toca na tv  Tempero com amor o seu j...