quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Eternamente Bela!

Diante dela eu perdi as palavras
Eram tantas coisas que eu queria dizer
Apenas que ela ainda estava ali num lugar de eterno afeto dentro de mim
Que sentia falta dos seus cuidados
Do seu amor
E na hora não saia nada
Como ela reagiria?
Eu havia pisado seu coração
Nada que eu dissesse teria sentido
Nem que eu me fizesse de tapete pra ela pisar
Eu só queria poder dizer que ainda a amo
Que ela fez toda diferença em minha vida
E que os erros nos ajudam a crescer
Mas... Não! Eu não tenho esse direito...
Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com o esteto no pescoço   saindo do plantão Ela lê meus poemas Não estão na televisão     nem no rádio Não sou grande poeta Nem mesmo ...