terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Doce menina

Quando te vejo meu coração dilata-se de alegria
Meus pensamentos assim como os meus olhos ardem de prazer ao sentir sua presença
Quando estás distantes de mim, fico taciturno e tudo perde a cor
Eu estou aqui pródigo a te amar
Escolhe-me doce menina.
Cíntia Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com o esteto no pescoço   saindo do plantão Ela lê meus poemas Não estão na televisão     nem no rádio Não sou grande poeta Nem mesmo ...